Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  João Aurélio Ponna
   
  Joçao Aurelio Ponna - Ponão João Aurélio Ponna, o Ponão, foi um grande desportista e um lateral vigoroso e destemido. Este era o que mais dava segurança aos seus atacantes e o que mais arrepiava os adversários. Não acariciava ninguém e botava pra quebrar até mesmo nos treinos. Valente como ele só. Foi artífice de inúmeras passagens hilárias com os pontas esquerdas que enfrentava, de tal maneira que muitos acabavam por treinar a perna direita só para mudar de lado.
 

Para ter uma idéia, antigamente, os jogos de futebol de praia tinham muita assistência e quase sempres as laterais eram demarcadas pela própria torcida, e quando não, invariavelmente, um ponta desses era arremessado por cima do pessoal que ficava à margem da lateral.

Eu mesmo, quando ainda o Náutico PC praticava o futebol de praia de forma lúdica, fui cassado por ele me deixando no estaleiro diversas vezes.

Um fato marcante e inusitado foi numa partida beneficente no ano de 1960, realizada na Vila Belmiro, no campo do Santos F.C., entre o Clube XV e o Tênis Clube. Nós jogávamos pelo XV e num lance infeliz de minha parte, Lula Carvalho acabou fraturando o braço. Isso fez com que revoltasse todo o time do Tênis Clube que partiu para cima de mim e, eis que surgem Ponão e seu irmão Poninha, empunhando em suas mãos as chuteiras pelo cadarço, girando como boleadeiras tal e qual dois autênticos gaúchos, no que acabaram me protegendo. Esta partida foi memorável, pois terminou com nada menos de três fraturas e duas luxações.

Vale destacar a presença de Zuza, nosso querido e saudoso governador "Mário Covas", que por sinal foi politiqueiro até mesmo em campo, pois reivindicava seus "direitos" em cada dividida enlouquecendo a arbitragem.

Ponão com seus "setenta e lá vai pedrada", ainda esbanja vigor e uma disposição invejável para o esporte, tanto que pratica até hoje o futebol com a turma do Samburá Praia Clube, e o voleibol na barraca de praia, mostrando um físico dos mais privilegiados. Fora de campo um  amigo exemplar e um professor de física muito querido pelos seus alunos.

Isto prova toda a sua valentia e o porquê" arrepiava" os pontas, pois era nada mais que testes para comprovação de sua tese de doutorado: "Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo”.

 

Clube XV x Tênis Clube de Santos
Em pé: Poninha, Irani, Ponão, Eduardo, Barletta e Chasseraux
Agachados: Marreco, Gigi, Marcos, Mario Covas e Miller

Nautico PC e Copaleme

Náutico PC

Náutico PC

Náutico PC

Náutico PC

Náutico PC

Náutico PC

Náutico PC
Festa de confraternização do Náutico Praia Clube

 
 
 
 
 
Voltar
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009
Mário Covas Jr.