Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Brasil Futebol Clube
   
Brasil Futebol Clube (escudo redesenhado por Jose Farah) O BRASIL FUTEBOL CLUBE foi fundado em 21 de agosto de 1913. Nessa data, à Rua Dr. Cócrane, 31, residência dos srs. Vicente e Luiz Garcia, reuniram-se além destes os senhores: Antero Correa, Emanuel Reis, Fábio Montenegro, Artur Silva, Adolfo E. da Rocha Soares, Francisco Joaquim da Cunha, Jorge Pereira Pinto, Manuel Cardoso, Valeriano Passos, Luiz Machado, Virgilio Silva, José Machado de Aragão, Jatil Neves, Raul Lagarcha, Eugênio de Souza Fontes, e Aluisio Pereira Vilela, os quais deliberaram fundar uma sociedade que recebeu o nome de Brasil Futebol Clube, sendo organizada uma diretoria provisória, com Adolfo da Rocha Soares como presidente, e ainda Armando Muniz, Fábio Montenegro e Jorge Pereira Pinto.

A força de vontade de meia dúzia de idealistas, determinou que o Brasil F.C não perecesse nos primeiros revezes. Em dezembro do mesmo ano, os sócios remanescentes fizeram uma reunião e, lembraram de convidar para presidir os destinos do clube o Sr. Joaquim Simão Fava.

A lacuna da falta de campo foi sanada graças à boa vontade do Dr. Ulrico Mursa, então superintendente da Cia. Docas de Santos que, a título precário, cedeu ao Brasil FC, nos terrenos daquela empresa, no Paquetá, uma área para a construção do campo.

Em 1915, organizou-se o primeiro campeonato de futebol da cidade, sob os auspícios da Liga Santista de Esportes Atléticos, para cuja fundação o Brasil FC muito cooperou, não só apoiando a fundação da entidade, mas, também construindo na Av. Conselheiro Nébias o primeiro campo oficial da cidade, no qual foi disputado o campeonato.

Não demorou muito e o novo time começou a brilhar nos campos da Baixada. Em 1916, o primeiro título de campeão santista marcou o início de uma coleção que ergueria o Brasil F.C. ao patamar das grandes equipes amadoras da cidade.

Em seu jogo de estréia, o Brasil FC enfrentou o C.A Ipiranga da Capital, de Friedenrich e Formiga. Neste ano, o alvi-rubro instalou uma sede social na Rua General Câmara, esquina com a Rua Braz Cubas. Em 1916, ainda sob a administração de Simão Fava, o clube conquistou o campeonato santista derrotando na partida final o SPR por 4 a 0. Um ano depois, o Brasil foi o primeiro clube a se instituir como pessoa jurídica e realizar o primeiro carnaval de salão.

Em 1920, Josino de Araújo Maia teve papel fundamental na transferência da sede social para a Avenida Pinheiro Machado e transformar o local em uma das melhores praças esportivas da região. Em 1945, após mudar de endereço três vezes, a diretoria conseguiu a aquisição de uma extensa área na Vila Nogueira Ortiz, atual bairro Aparecida, onde funciona até hoje, na Rua Jurubatuba, nº 80.

Por volta de 1925, o Brasil FC perdeu quase todo o seu patrimônio, pois até o campo da Av. Pinheiro Machado passou às mãos do novo propiretário que o alugou ao S.P.R .

Em 1928, o Brasil FC foi campeão de futebol e conquistou a taça "José M. Matos Júnior". Neste ano, o clube adquiriu uma grande área de terreno na Vila Nogueira Ortiz (Ponta da Praia), destinada á construção de sua praça de esportes.

Em 1944, na presidência do Dr. Crisnauro Bustamante. Bacelar, o clube perde o campo da Av. Conselheiro Nébias por motivo de venda do terreno. Foi quanto passou definitivamente para a praça de esportes de sua propriedade situado na Vila Nogueira Ortiz.

Em 1946, na presidência de Nelson Prieto Blanco, foi inaugurada a quadra de bola ao cesto sob o nome de "Arirá Duarte Lisboa", e o atual campo de futebol da agremiação. Neste mesmo ano, o clube foi campeão invicto em basquetebol, pela Divisão Juvenil, e campeão coletivo de lance-livre masculino, na Divisão Principal.

Em 1947, o clube se encontrava em situação financeira privilegiada, firmando-se definitivamente como um dos mais destacados integrantes do amadorismo do Estado.

Justo se faz mencionar a galeria de abnegados esportistas que se dedicaram ao progresso do Brasil FC: Wilson, Jaime Barreto, Miguel A. Figueiras Filho, Nilo Giangiulio, Manuel Ruas, Jameson Silva e Carlos Alberto de Souza.

Sócios fundadores do Brasil Futebol Clube: Adolfo E. da Rocha Soares, Alípio Mendonça, Aloisio Pereira Vilela, Alvaro Dias, Antero Correa, Antonio Candido Gomes, Arlindo Moura, Armando Moura, Armando Muniz, Arthur Silva, Benedito Raimundo Ferreira, Bernardino Perez, Emanuel Reis, Eugenio de Souza Fontes, Fábio Montenegro, Fernando Gallotine, Francisco Joaquim da Cunha, Guido Emmericy, Helio G.Gomes, Inocencio dos Santos, Jatyl neves, João da Rocha e Silva, Joaquim Luiz Simões, Jorge Pereira Pinto, José Bonifácio de Freitas, José Machado de Aragão, Luiz Garcia, Luiz Machado, Manoel Cardoso, Olimpio Azevedo, Publio Tollini, Raul Lagarcha, Renato Araujo, Segismundo Silva, Sergio Soares de Lima, Valeriano Passos, Vicente Garcia e Virgilio Silva.

Sócios honorários: "A Tribuna, Alberto de Campos Pacheco, Dr. Aristides Bastos Machado, Dr. Arnaldo Guinle, Dr. Bernardo F. Brow, Cesar Dantas Bacellar, Dr. Guilherme Guinle, João Negrão, Martinho Verdinassi, Comandante Newton Braga, Pedro de Barros, Conde Pereira Carneiro e "O Diário".

Diretoria: Presidente, Arirá Duarte Lisboa; Vice-Presidente, Carlos de Menezes Tavares; 1º Secretário, Armando Ramos; 2º Secretário, Albertino Gomes; 1º Tesoureiro, José Krum Martinho; 2º Tesoureiro, Durval Figueiras; Procuradores: Wilson Motta, Benedito Ezequiel dos Santos e Afonso Bittencourt; Diretores Sociais: Manuel Gaspar, Antonio Ramos e Pedro Gonçalves Jr; Diretor Geral de Esporte, Nicola Caruso; Diretor de Futebol, Adelino Rosas; Diretor de Basquebol, Manuel Ruas; Diretor de Atletismo, Orlando da Silva.

Brasil Futebol Clube, agremiação esportiva de grande tradição na Baixada Santista há 95 anos, tem seu trabalho esportivo reconhecido na cidade, principalmente pelo fato de formar atletas e campeões. Atualmente, desenvolve projetos de cunho social como “Tirar a criança da rua através do Esporte” e “Esporte e Lazer para a 3ª Idade” colaborando com a população da Baixada Santista.
As cores oficiais do clube: vermelho e branco
Fontes: FPF - Novo Milenio

Time de futebol de 1914 - Brasil FC

Equipe de basquete campeă de 1940 - Brasil FC

Time feminino de basquete de 1948

Time de 1948 - Brasil FC

Time de 1949 - Brasil FC

Equipe de futebol do Brasil FC - 1958
foto cedida pelo jogador Noé Masch

Quadro campeăo de 1958

Time do Brasil FC

Equipe do Brasil FC

Time do Brasil FC

Brasil Futebol Clube - 1987
Vice-Campeão do V Torneio Cidade de Santos para Veteranos, promovido pela Liga de Futebol
Amador de Santos, em 1987. Contou com os jogadores: Nonô, Pereira, Carriça, Nilton e
Boca (Betinho); Menezes (Indio), Carioca e Coca; Mauricó, Dedé (Amendoin) e Deodato
Técnico: Sergio Mineiro

Brasil Futebol Clube - 1947
A equipe juvenil do Brasil Futebol Club participou, em 1947, do Torneio Início. Da esquerda para a direita estão: o técnico, Jabaquara (Ernesto), Álvaro, Bino Roque, Miguel (que trabalhou mais de 60 anos no Santos F. C.), Araújo e Fernando. Em baixo, na mesma ordem: Sanches, Araraquara, Colombino, Bilico e Aragão. A foto pertence a Oswaldo de Souza (Testinha), que era reserva da equipe
Foto publicada com essa legenda - extraída do Jornal Novo Milênio

Galeria de troféus do Brasil FC

 
 
 
 
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009